Mais de 1,6 milhão de cristãos podem ser mortos em “guerra invisível” no Mianmar

Publicada em 10/08/18 as 13:56h - 19 visualizações

por WILL R. FILHO Gospel +


Compartilhe
   

Link da Notícia:

https://noticias.gospelmais.com.br  (Foto: )
Existem oito etnias no Mianmar, um país localizado no sul da Ásia continental, sendo uma delas a Kachin, formada por 90% de cristãos. O restante da população e de maioria budista Tatmadaw, religião que foi reconhecida como a oficial do Estado pelo primeiro-ministro U Nu em 1960. Desde então, uma série de restrições à liberdade religiosa foram impostas na tentativa de criar uma Nação puramente budista.

Até a comunidade muçulmana, os Rohingya, também foi afetada, chamando atenção das autoridades internacionais. Todavia, quando se trata dos 1,6 milhão de cristãos que vivem em Mianmar a perseguição religiosa contra eles parece não existir aos olhos internacionais.

“É uma guerra onde civis estão sendo sistematicamente atacados por membros do Exército de Mianmar. A comunidade internacional escolhe ignorar isso”, informou a escritora Stella Naw ao jornal britânico The Guardian no início do ano.

Acuada pelo exército de Mianmar, a comunidade Kachin está trocando especiarias produzidas em sua região com a China e a Índia por armas. Segundo Representantes do Exército da Independência Kachin, há anos o Governo vem tentando eliminar a existência dos cristãos no país.

O site ‘The Crux’ informou que 400 aldeias e 300 igrejas foram queimadas pelos militares do exército de Mianmar, causando uma fuga em massa de refugiados para abrigos temporários. Apenas esse ano, cerca de 7 mil cristãos foram forçados a abandonar suas casas.

O papel social das igrejas tem sido um diferencial no país, pois grande parte dos refugiados encontram abrigo nos templos. “As igrejas locais estão fazendo o possível para acomodar os cristãos que estão fugindo das zonas de guerra. Elas doam comida e outros itens de necessidade básica”, informou um pastor que vive no país, segundo outra matéria publicada em maio.

Mianmar ocupa a 24º posição na lista de perseguição mundial publicada anualmente pela organização Portas Abertas. A entidade pede aos cristãos em todo mundo que orem pelos irmãos Kachin, para que tenham maior liberdade e sejam vistos como pessoas de direito, também, por órgãos internacionais.



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.






ÚLTIMAS NOTÍCIAS
29/11/18 - Brasil CONAIDEV 2018
21/08/18 - Brasil 13º ACOIDVER
15/08/18 - Brasil CONVENÇÃO NACIONAL 2018






Visitas: 2193   Usuários Online: 8

Nosso Whatsapp

 

Copyright (c) 2018 - TV DEUS É A VERDADE - Rede Web de Comunicação TV e Rádio das Igreja Ev. Pent. Deus é a Verdade